Início > Uncategorized > Na vitrine ou no anonimato?

Na vitrine ou no anonimato?

As redes sociais estão cada vez mais populares e passam a ser uma plataforma de marketing e estratégias online para os empresários. A comunicação online garante o contato direto com o público-alvo, gerando assim uma exposição espontânea da marca. Muitos estabelecimentos comerciais decidiram criar seus perfis e páginas em portais de comunicação famosos e em redes sociais mais populares do país, como o Orkut, Facebook e Twitter e Youtube. Muitos estão atentos ao retorno dessa interação, que vai de maior reconhecimento e valorização da imagem à fidelização e captação de clientes.

Muitos fabricantes de bens de consumo passaram a utilizar as redes sociais, proporcionando assim ao varejo ótimas oportunidades que poderão se beneficiar de ações bem sucedidas. Este é o momento ideal para criar novos vínculos e parcerias com fornecedores, conhecimento do mercado e definições do perfil web da empresa.

De acordo com Ricardo Pastore, professor e coordenador do Núcleo de estudos do varejo da ESPM (Escola Superior de Propaganda e Marketing), há duas maneiras de atingir o sucesso: uma é explorar as ações bem sucedidas e outra é desenvolver, sempre em parceria com os fabricantes, campanhas específicas para cada estabelecimento.

Hoje as ações de marketing que mais fazem sucesso nas redes sociais e podem ser exploradas pelas empresas do setor junto com os fornecedores são as relacionadas a lançamentos de novos produtos e distribuição de prêmios, além de descontos nas lojas. O que também está em alta são campanhas que deixam claro a preocupação da empresa com o meio ambiente.

Os descontos e promoções são os principais atrativos em ações na web. Para construir o portal Marcas recomendadas (www.marcasrecomendadas.com.br), o GPA (grupo do Pão de Açúcar) fez parcerias com vários fornecedores, oferecendo aos consumidores descontos nos produtos, todo o conteúdo é divulgado nas redes sociais.

De acordo com o GPA, um número considerável de acessos ao portal vem das redes sociais. Para se ter idéia, 25% dos consumidores entram nos sites, imprimem os cupons de descontos, que vão de 5% a 30% e podem ser trocados nas lojas do Extra e do Pão de Açúcar.

Ades, a marca de bebidas à base de soja da Unilever, está presente no portal. Segundo Joana Fleury, gerente de marketing da marca, a divulgação nas redes sociais permitiu à empresa estabelecer uma relação mais próxima não apenas com os consumidores, mas também com os supermercadistas. Com isso, fica cada vez mais fácil manter um diálogo coerente como o nosso público, bem diferente daquele modelo antigo de marketing pelo qual as marcas só despejavam informações e torciam para que o público-alvo entendesse, diz a executiva.

Para dar início a alguma campanha online é fundamental um planejamento interno, como um atendimento ágil e pronto a tirar dúvida da promoção ou produto em questão, controle de estoque e qualidade da promoção anunciada, pois de nada adianta conseguir um bom resultado em uma determinada campanha na web e não ter o suficiente em estoque ou a prestação de serviço não estar preparada para esta divulgação, diminuindo assim a qualidade no atendimento.

Estratégias acertadas

Manter uma boa estratégia nas redes sociais é a garantia de retorno de qualquer ação de marketing colocada em prática. Não adianta, por exemplo, divulgar algum conteúdo sem ter um bom suporte de atendimento aos usuários. Veja a seguir uma lista de boas práticas, que quando adotadas, fazem toda a diferença em campanhas nas redes sociais.

– Qualquer ação ou conteúdo precisam ser bem avaliados antes de ser postados nas redes. É importante antecipar qual tipo de repercussão podem gerar.

– A ação precisa deixar claro que seu maior objetivo é valorizar o cliente/ leitor.

– Todo serviço prestado nas redes sociais precisa ser eficiente. Respostas rápidas às dúvidas são muito apreciadas pelo consumidor que freqüenta esses canais.

– Informações transmitidas devem ser consistentes e relevantes para os leitores.

– Qualquer ação precisa ter credibilidade, ou seja, cumprir com o que foi prometido.

– Acompanhar a repercussão do conteúdo é fundamental para controlar a ação.

-Manter interação entre os diferentes canais de mídias sociais aumenta o marketing viral.

Mídias sociais em números:

54,5 Milhões – Esse é número de pessoas que tiveram acesso à internet no país no ano passado.

20,07 Milhões – Até 2010, esse era o número de linhas de telefonia móvel no Brasil capazes de se conectar à internet em banda larga. Mais da metade dos acessos foi registrado nas redes sociais.

90%  – Este é o percentual das pessoas conectadas à internet no Brasil que estão em redes sociais.

32 Milhões – É o número de usuários do Orkut no Brasil.

18 Milhões – É o número de usuários do Facebook no Brasil.

84% Das empresas estão no Twitter.

62% Delas freqüentam o youtube.

Mais da metade das empresas brasileiras aposta nesses novos canais de marketing

É o que revela pesquisa da Ibramerc (Instituto Brasileiro de Inteligência de Mercado). De acordo com o estudo, no ano passado, 65% das empresas nacionais já estavam presentes nas redes sociais. Os portais mais usados por elas são: Twitter (84%). Youtube (62%) e o Facebook (61%). Das 251 companhias que participaram do levantamento, 46% utilizam as redes sociais para monitorar o mercado, 45% para acompanhar o comportamento dos clientes e 39% para monitorar sua concorrência.

Anúncios
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: